Garantindo Excelência: O Guia Definitivo para Controle de Qualidade de Bakeware de Aço

Escrito por: Tiffany Lai
Tiffany Lei

Tiffany Lei

Cofundador e gerente de contas principais da Bonray Bakeware

Índice

Garantindo Excelência: O Guia Definitivo para Controle de Qualidade de Bakeware de Aço

Você já se perguntou como a qualidade das assadeiras ou formas de bolo que você usa em sua cozinha é verificada? Quais são os principais aspectos que influenciam a longevidade e a função destes utensílios cruciais de cozinha? Como líder da Bonray, um fabricante B2B de utensílios de metal de sucesso, gostaria de compartilhar algumas perspectivas sobre os critérios usuais de inspeção para controle de qualidade de utensílios de aço.

Testes de materiais, verificações dimensionais, inspeção de acabamento superficial e testes de desempenho são alguns dos critérios usuais de inspeção para o controle de qualidade de assadeiras de aço. Esses critérios ajudam a garantir que as assadeiras ou formas de bolo que você utiliza são seguras, confiáveis e capazes de garantir excelentes resultados de cozimento.

Por que o controle estrito de qualidade de assadeiras de aço é importante?

O controle de qualidade na produção de assadeiras de aço inclui mais do que apenas evitar a queima do fundo dos biscoitos (embora seja um dos fatores). Trata-se da durabilidade, funcionalidade e segurança da sua cozinha. Um processo rigoroso de controle de qualidade é essencial por vários motivos:

1. Segurança do Consumidor

Garantir que os tabuleiros ou formas para bolos sejam feitos de materiais de qualidade alimentar e isentos de substâncias perigosas é crucial para a segurança do consumidor. Ao aderir a rigorosos padrões de controle de qualidade, os fabricantes podem garantir que seus produtos são seguros para uso com alimentos.

2. Performance do produto

Uma assadeira ou assadeira bem projetada e fabricada oferecerá distribuição uniforme de calor, será resistente a deformações e terá uma superfície lisa e antiaderente. Esses atributos são essenciais para resultados de cozimento consistentes e facilidade de uso. Um rigoroso processo de controle de qualidade garante que esses critérios de desempenho sejam atendidos.

3. Durabilidade e Longevidade

As assadeiras de alta qualidade são projetadas para resistir ao uso repetido e durar anos. Ao implementar medidas rigorosas de controle de qualidade, os fabricantes podem fornecer produtos que oferecem valor duradouro aos seus clientes.

4. Reputação da marca

Uma empresa que produz consistentemente utensílios de cozinha de alta qualidade construirá uma forte reputação de marca, atraindo mais clientes e promovendo relacionamentos comerciais de longo prazo. Um processo robusto de controle de qualidade desempenha um papel vital na manutenção e melhoria da imagem de uma marca no mercado.

Quais são as certificações e regulamentos para controle de qualidade de assadeiras de aço?

Os padrões da indústria são semelhantes à receita de panificação para a produção de assadeiras de aço. Eles são essenciais na produção e inspeção de assadeiras de alta qualidade. Mas quais são exatamente esses critérios e por que deveríamos nos importar?

Alguns dos padrões da indústria de panificação de aço incluem:

NORMAS ASTM

A Sociedade Americana de Testes e Materiais, conhecidas como ASTM, são usadas por muitos fabricantes, usuários finais e reguladores como diretriz para garantir qualidade e segurança. Abrange diversos aspectos como qualidade do material, segurança e desempenho na inspeção de assadeiras metálicas. Por exemplo:

1. ASTM A240/A240M

Esta especificação padrão cobre placas, chapas e tiras de aço inoxidável de cromo, cromo-níquel e cromo-manganês-níquel para vasos de pressão e para aplicações gerais. Se a assadeira for feita com esses materiais, esta norma poderá ser relevante.

2. ASTM B209

Esta especificação padrão cobre chapas planas de alumínio e ligas de alumínio, chapas enroladas e chapas em ligas e têmperas específicas. Se a assadeira for feita de alumínio, este padrão poderá ser usado.

3. ASTM D3359 – Métodos de teste padrão para classificação de adesão por teste de fita

Este padrão poderia ser usado para avaliar a adesão do revestimento antiaderente ao substrato metálico da assadeira.

4. ASTM D3363 – Método de teste padrão para dureza de filme por teste de lápis

Este padrão poderia ser usado para avaliar a dureza do revestimento antiaderente, o que poderia dar alguma indicação sobre sua resistência a arranhões e desgaste.

5. ASTM D4060 – Método de teste padrão para resistência à abrasão de revestimentos orgânicos pelo Taber Abraser

Esta norma poderia ser utilizada para avaliar a resistência à abrasão do revestimento antiaderente, que é importante para a sua durabilidade e longevidade.

ISO (Organização Internacional de Padronização)

A ISO é uma das principais organizações internacionais de padronização e possui uma ampla gama de normas que podem ser aplicadas a utensílios de cozinha de metal.

1. ISO 9001 – Sistemas de Gestão da Qualidade

Este padrão é um dos padrões ISO mais amplamente reconhecidos. Estabelece os critérios para um sistema de gestão da qualidade e baseia-se numa série de princípios de gestão da qualidade, incluindo um forte foco no cliente, o envolvimento da gestão de topo, uma abordagem de processo e melhoria contínua.

Uma empresa que aplica a ISO 9001 aos seus processos de produção demonstra um compromisso com a qualidade do produto e a satisfação do cliente.

FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA)

A Food and Drug Administration dos EUA é responsável por proteger a saúde pública, garantindo a segurança e a rotulagem adequada dos produtos alimentares e das suas ferramentas e materiais associados, o que inclui utensílios de cozinha.

1. Materiais em contato com alimentos (FCM)

O FDA regulamenta materiais destinados a entrar em contato com alimentos. O metal usado em assadeiras deve ser de qualidade alimentar e não deve liberar substâncias nocivas para os alimentos durante o cozimento. Por exemplo, substâncias como os revestimentos antiaderentes aplicados devem cumprir os regulamentos da FDA para aditivos alimentares indiretos (Título 21 do Código de Regulamentações Federais). De acordo com Site da FDA, “É responsabilidade do fabricante de um FCS garantir que os materiais em contato com alimentos cumpram as especificações e limitações em todas as autorizações aplicáveis.”

Certifique-se de que o revestimento antiaderente aplicado esteja em conformidade com as regulamentações globais e que os fornecedores de revestimento possam fornecer os certificados relevantes. Sobre Site da Teflon, eles listaram os regulamentos que seu revestimento antiaderente atende e seu desempenho em diferentes temperaturas.

Proposta 65 da Califórnia

Proposta 65 da Califórnia, oficialmente conhecida como Lei de Água Potável Segura e Repressão a Tóxicos de 1986, exige que as empresas emitam avisos claros e razoáveis sobre exposições substanciais a produtos químicos que causam câncer, defeitos congênitos ou outros danos reprodutivos.

Composição material:

CA Prop 65 inclui mais de 900 substâncias químicas como chumbo, cádmio, mercúrio e assim por diante em sua lista. Neste caso, se os fabricantes não quiserem incluir uma etiqueta de advertência nos seus produtos de panificação, é necessário e vital obter um relatório de teste válido da CA Prop 65 para garantir que os produtos não contêm produtos químicos listados.

Regulamento da União Europeia

1. LFGB (Lei Alemã sobre Alimentos e Mercadorias)

Esta é a “Lei de Alimentos e Mercadorias” na Alemanha. Estabelece limites para substâncias como resinas de acetal e poliamidas em materiais em contato com alimentos (FCM). Isso inclui migração geral, conteúdo de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (PAHs) e análise sensorial. Abrange mais aspectos da segurança alimentar. Testes de laboratório terceirizados são necessários para conformidade com LFGB.

2. Regulamento CE n.º 1935/2004

De acordo com este regulamento, os importadores devem garantir que o seu produto é seguro para utilização e está em conformidade com os regulamentos FCM na UE. O aço inoxidável e outros FCM em utensílios de cozinha não devem afetar o sabor ou o cheiro dos alimentos ou bebidas. O regulamento também estabelece limites para certos metais pesados e produtos químicos, como o chumbo, com um nível aceitável entre 1,5 e 4mg/L. Alguns estados membros da UE podem ter requisitos adicionais. Por exemplo, as panelas de aço inoxidável vendidas na França devem conter pelo menos 13% cromo.

3.EN 12983-2:2023

Publicadas em fevereiro de 2023, as versões mais recentes da EN 12983-2:2023 atualizam os requisitos de desempenho dos revestimentos antiaderentes. Também requer testes de terceiros para verificar a conformidade. Os importadores devem garantir a conformidade através da seleção cuidadosa dos fornecedores e da verificação dos resultados dos testes atuais.

A conformidade com essas certificações e regulamentações do setor não apenas demonstra o compromisso da empresa com a qualidade e a segurança, mas também ajuda a construir confiança entre clientes e usuários finais.

Quais testes e verificações são realizados durante todo o processo de inspeção de assadeiras de aço?

1. Teste de materiais

A primeira etapa do controle de qualidade é garantir que os materiais utilizados na fabricação de assadeiras ou assadeiras atendam aos requisitos da indústria. Isto inclui garantir que os materiais sejam feitos de aço inoxidável ou alumínio de qualidade alimentar e que estejam livres de substâncias tóxicas como chumbo e cádmio. A inspeção das matérias-primas deve ser sempre realizada antes do início da produção em massa, garantindo que os materiais atendam aos padrões exigidos.

2. Verificações dimensionais

Em seguida, as assadeiras passam por verificações dimensionais para garantir que atendam aos requisitos especificados de tamanho e formato. Isto envolve medir o comprimento, largura, altura e outras dimensões críticas das bandejas usando ferramentas de medição de precisão como paquímetros e micrômetros. O corte e a conformação de precisão são um processo de produção importante porque as dimensões precisas garantem resultados de cozimento consistentes e podem combinar com vários fornos e acessórios de panificação. A inspeção nesta fase pode ajudar a obter dimensões e formatos consistentes.

3. Avaliação do acabamento superficial

O tratamento de superfície e a aplicação do revestimento de uma assadeira são essenciais para seu desempenho antiaderente e aparência geral. Durante este processo de inspeção, a superfície é avaliada quanto à lisura, uniformidade e presença de quaisquer defeitos como arranhões, amassados ou manchas. A qualidade do revestimento também é examinada para garantir sua espessura e aderência e livre de defeitos como descascamento ou lascas.

4. Avaliação de Desempenho Funcional

uma assadeira quadrada no forno com o bolo na assadeira

Finalmente, os produtos de panificação em aço, como tabuleiros, formas para bolos ou assadeiras, são submetidos a vários testes funcionais para avaliar o seu desempenho em condições reais. Esses testes podem incluir análise de distribuição de calor, testes de resistência à deformação e avaliação da capacidade de carga. Essas avaliações ajudam a garantir que as bandejas possam suportar os rigores do uso diário e fornecer resultados de cozimento consistentes.

Quais são as medidas normalmente aplicadas na inspeção do revestimento antiaderente de assadeiras metálicas?

Inspecionar o revestimento antiaderente de assadeiras metálicas é fundamental para garantir sua qualidade e segurança. Aqui estão várias medidas normalmente usadas:

1. Inspeção Visual:

Este é o método mais básico para inspecionar um revestimento antiaderente. Verifique se há defeitos óbvios na superfície, como bolhas, descascamento, arranhões ou descoloração. O revestimento deve ser liso e isento de falhas aparentes.

2. Medição de Espessura

Medidor de espessura antiaderente

A espessura do revestimento pode ser medida com ferramentas especiais, como um medidor de espessura ultrassônico ou um medidor de espessura de revestimento. Essas ferramentas podem ajudar a garantir que o revestimento seja espesso o suficiente para fornecer qualidades antiaderentes ideais, mas sem tendência a lascar ou rachar.

3. Teste de adesão

Testes de adesão em corte transversal pode ser usado para avaliar quão bem o revestimento adere à superfície do metal. Isso envolve cortar um pequeno padrão de grade no revestimento com uma lâmina afiada e, em seguida, usar fita adesiva para retirar a seção da grade. Se o revestimento permanecer intacto, indica boa adesão.

4. Teste de resistência à abrasão

Um testador de esfrega pode ser usado para simular o efeito do uso a longo prazo no revestimento antiaderente. O testador esfrega contra o revestimento com uma força definida, e o grau de desgaste ou remoção do revestimento pode ser observado e quantificado.

5. Teste MEK

O teste de metil etil cetona (MEK) é um teste de fricção com solvente frequentemente usado para testar a cura e adesão de revestimentos, incluindo revestimentos antiaderentes em assadeiras de metal. O teste MEK é um método rápido para testar a cura de um revestimento, mas é um teste destrutivo – o que significa que danifica a parte do revestimento onde o teste é realizado. Portanto, muitas vezes é realizado em amostras de teste, e não em produtos acabados. Como o MEK é um solvente forte que pode dissolver ou amolecer revestimentos não curados ou mal curados, ele deve ser usado com cautela.

6. Teste de resistência ao calor

Bakeware antiaderente é normalmente usado em ambientes de alta temperatura. Portanto, é essencial testar a capacidade do revestimento de resistir ao calor sem quebrar, descolorir ou perder as propriedades antiaderentes.

7. Teste de desempenho antiaderente

O teste de desempenho antiaderente é uma maneira prática e simples de avaliar a eficácia do revestimento antiaderente em assadeiras, como assar a massa sem óleo. Um teste de desempenho antiaderente de longo prazo pode envolver a repetição do processo de cozimento e limpeza para simular o uso típico e ver como o revestimento antiaderente se mantém ao longo do tempo. Um revestimento antiaderente de alta qualidade deve manter suas propriedades antiaderentes mesmo após muitos usos.

Como os resultados da inspeção são documentados e comunicados aos clientes?

Após a conclusão do processo de inspeção, é preparado um relatório de inspeção abrangente, documentando os resultados de cada teste e verificação. Este relatório inclui informações detalhadas sobre quaisquer não conformidades, desvios ou defeitos identificados durante a inspeção. O relatório é então compartilhado com o cliente para ajudá-lo a tomar decisões informadas sobre a qualidade e adequação das assadeiras às suas necessidades específicas.

Perguntas frequentes sobre controle de qualidade de assadeiras de aço

1. Quais são os padrões importantes que você valoriza ao realizar a inspeção de qualidade em assadeiras de aço?

Existem vários aspectos e critérios importantes a serem considerados ao fazer o controle de qualidade em assadeiras de aço. Em primeiro lugar, a composição do material deve ser verificada para garantir que o aço seja de qualidade alimentar e sem quaisquer substâncias nocivas. Em segundo lugar, avaliar a espessura do material pode garantir a durabilidade e a distribuição de calor da assadeira. Em terceiro lugar, verifique a dimensão e o nivelamento das assadeiras para garantir que cabem corretamente no equipamento de panificação. Em quarto lugar, verifique o revestimento e o acabamento da superfície para garantir que estejam lisos, sem bolhas, rachaduras ou arranhões. Em quinto lugar, certifique-se de que os revestimentos antiaderentes aplicados nos tabuleiros cumprem os regulamentos relevantes de segurança alimentar.

2. Quais são os defeitos comuns que você costuma encontrar durante o processo de controle de qualidade de produtos para panificação de aço e como corrigi-los?

Durante o processo de controle de qualidade de assadeiras ou formas de bolo de aço, vários defeitos comuns podem ser identificados. Esses defeitos podem afetar o desempenho, a durabilidade e a qualidade geral das bandejas. Aqui estão alguns defeitos comuns e a solução para corrigi-los:

  • Arranhões: Pequenos arranhões podem ser polidos para restaurar a aparência; para arranhões mais profundos, a área danificada deve ser reparada ou a bandeja substituída se necessário.
  • Amassados ou Deformações: Pequenos amassados muitas vezes podem ser corrigidos martelando cuidadosamente. Para deformações graves, pode ser necessário substituir a assadeira para garantir a qualidade do cozimento.
  • Empenamento: Normalmente o empenamento ocorre devido ao uso indevido do ferramental ou defeitos do ferramental, geralmente verificamos o ferramental e corrigimos após ocorrer o empenamento. A deformação teria um impacto negativo nos resultados de cozimento, pois substituiríamos as assadeiras por esses defeitos.
  • Danos no revestimento: Se os danos no revestimento forem pequenos, é possível revestir novamente as assadeiras ou substituí-las para garantir a qualidade antiaderente.

3. Com que frequência você realiza verificações de controle de qualidade em assadeiras de aço e essa frequência muda com base no volume de produção?

Em geral, para garantir a qualidade constante do produto, devem ser realizados regularmente controlos de qualidade. As verificações de controle de qualidade são realizadas em intervalos regulares, como diariamente, semanalmente ou quinzenalmente. Para pedidos de grandes quantidades, a verificação da qualidade da produção deve ser aplicada com mais frequência para garantir a consistência da qualidade do produto. Além disso, as verificações de controle de qualidade podem ser realizadas em lote ao lidar com pedidos grandes.

4. Você pode explicar o papel das inspeções de terceiros no seu processo de controle de qualidade para utensílios de aço?

Às vezes, as inspeções de terceiros são essenciais no procedimento de controle de qualidade de assadeiras de aço, porque não estão diretamente relacionadas ao processo de fabricação e podem fornecer uma avaliação objetiva e imparcial das assadeiras ou assadeiras de aço. Através de sua inspeção profissional, eles podem ajudar a verificar se as bandejas atendem aos padrões e critérios de qualidade especificados. As inspeções de terceiros podem ajudar a desenvolver a confiança e a reputação na indústria.

5. Que etapas você executa para manter a consistência na qualidade em diferentes lotes de assadeiras de aço durante o processo de controle de qualidade?

Durante o processo de controle de qualidade, é necessária atenção cuidadosa e adesão aos processos especificados para manter a consistência na qualidade em vários lotes de assadeiras de aço. A seguir estão as principais etapas usadas para garantir a consistência:

  • Critérios de qualidade padronizados: Esses critérios devem incluir dimensões, composição do material, construção, revestimento superficial e outros parâmetros relevantes.
  • Procedimentos detalhados de inspeção: Esses procedimentos devem abranger todos os aspectos vitais, incluindo precisão dimensional, qualidade do revestimento superficial, durabilidade e conformidade com os padrões.
  • Treinamento de Inspetores: Certifique-se de que os inspetores entendam os padrões de qualidade exigidos e tenham o conhecimento e as habilidades necessárias para realizar testes consistentes.
  • Amostragem e Técnicas Estatísticas: Isso garante que uma avaliação da qualidade seja baseada em um tamanho de amostra consistente que represente adequadamente todo o lote de fabricação.
  • Auditorias e monitoramento regulares: Isso pode ajudar a identificar quaisquer desvios durante a fabricação.
  • Melhoria Contínua: Use informações de inspeção, feedback de clientes e dados de mercado para aprimorar os procedimentos de produção e a qualidade do produto.
  • Comunicação Eficaz: Para garantir que objetivos de qualidade consistentes sejam compreendidos e aplicados em vários lotes, compartilhe ideias, descobertas e lições aprendidas com o tempo.

Conclusão

Concluindo, o controle de qualidade é um processo organizado que garante que os mais altos padrões sejam atendidos em toda a fabricação de utensílios de aço. A inspeção comum inclui uma variedade de verificações, como testes de materiais, verificações dimensionais, avaliação de acabamento superficial e avaliação de desempenho funcional. O objetivo final é garantir que o consumidor receba uma bandeja que atenda às suas expectativas.

Ao aderir a rigorosas medidas de controle de qualidade e regulamentações do setor, fabricantes como a Bonray podem produzir bandejas que atendam aos mais altos padrões de desempenho, durabilidade e segurança e construir uma forte reputação de marca. Como consumidores, compreender os principais aspectos do controle de qualidade permite-nos tomar decisões informadas ao selecionar utensílios de cozinha.

Tags de postagem:
Compartilhar :

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OBTENHA O ÚLTIMO RELATÓRIO DE MERCADO!

Encontre a solução perfeita para assadeiras!